Páginas

Olá...

Obrigado por visitar nosso Cotidiano. Estamos escrevendo algumas coisas e fotografando outras desde 2008. Esperamos que gostem!

Visitantes agora

domingo, 31 de agosto de 2008

BOM DIA

Bom dia. Ezequiel Rodrigues. Cotidiano da Alma. Natal. RN. Genipabu.
 Todos os dias o sol nascer para todos.

Bom dia. Ezequiel Rodrigues. Cotidiano da Alma. Natal. RN. Genipabu.

Bom dia. Ezequiel Rodrigues. Cotidiano da Alma. Natal. RN. Genipabu.

Bom dia. Ezequiel Rodrigues. Cotidiano da Alma. Natal. RN. Genipabu.

É preciso acreditar que sempre haverá
luz no fim do túnel de cada um.

Bom dia. Ezequiel Rodrigues. Cotidiano da Alma. Natal. RN.

Bom dia. Ezequiel Rodrigues. Cotidiano da Alma. Natal. RN.

@zekrodrigues

sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Portas Fechadas



Distante estrada. Cidades vazias.
Portos sem navios. Mares desertos.
Pontes inúteis. Sol a pino... Sólido meio-dia.


Bom dia. Ezequiel Rodrigues. Cotidiano da Alma. Natal. RN. Saudade. Tempo. 

Fúteis conhecimentos. Desertos: terra de muitas milhas!
Milhões de léguas, caminhos sem fim.
Espinhos e cacos de vidro. Facas, forcas e farpas.
Armas de fogo. Corações de gelo...Veredas, tocaias, muros alto, portas fechadas.

Bom dia. Ezequiel Rodrigues. Cotidiano da Alma. Natal. RN. Saudade. Tempo.


A saudade é uma lâmina que o tempo afia sem pressa.

Bom dia. Ezequiel Rodrigues. Cotidiano da Alma. Natal. RN. Saudade. Tempo.

@zekrodrigues
.

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Dicionário das Coisas do Céu | ALMAS


Sou assim:
Como língua que se prestam a beijos e calúnias. 
Sou como a lua que se divide em quartos. 
Como um grito que guarda o desabafo e a denúncia. 
Como um útero que carrega em si o incógnito e o futuro
Dúbio, como mãos que se prestam às carícias e ao pugilato. 
Controverso, como córneas que se dedicam à cegueira e à visão.

Bom dia. Ezequiel Rodrigues. Cotidiano da Alma. Natal. RN. Saudade. Tempo. Fotografia. Poesia.

Sou labirinto e o próprio  Minotauro.


Existem em mim espíritos diversos: 
O que cria e o que destrói; 
O que venera e o que detesta; 
O que maquina e o que executa.

Bom dia. Ezequiel Rodrigues. Cotidiano da Alma. Natal. RN. Saudade. Tempo. Fotografia. Poesia. Almas.

Muitas almas me residem: a que ama e a que tolera; 
a que despe e a que ruboriza; 
a que aplaude e a que cospe; 
a que se guarda e a que se revela.

Bom dia. Ezequiel Rodrigues. Cotidiano da Alma. Natal. RN. Saudade. Tempo. Fotografia. Poesia. Almas.

Existe em mim algo de cobra
e um tanto de beija-flor.


Existem em mim mapas e descaminhos. 
Todas as coisas que temo e adoro, 
São a matéria de minha alma!

@zekrodrigues

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Dicionário das Coisas do Céu | TELESCÓPIO


Pouso o telescópio sobre o vidro da mesa e,
ultrapassando a moldura da janela,
num piscar chego à lua.
Embebido daquele mundo de silêncio
me sinto só no universo de papel e letras.



 Imagino o que escrevem os solitários dos outros planetas
e procuro visualizar nas lentes do telescópio a estrela em que a menina dorme.
Daqui, do meu mundo de sonho,
vejo as luzes de teu quarto brilhando...
vejo sua silhueta que passa... sua cortina que dança, ...
Daqui, sei que o último suspiro de luz do seu planeta já vem percorrendo a distância que nos separa...
Em alguns segundos, meu telescópio não verá mais nada,
Pois sei que você - menina das estrelas - já apagou a luz.


@zekrodrigues

NATAL | RN (Cidade do Sol)


É a linha no horizonte sempre visível.


É um litoral onde os coqueiros levantam seus braços para as nuvens.


É o amanhecer silencioso, plácido e sempre tão renovador
que nasce sorrindo seus dentes de sol.


É o branco das areias, da paz e da solidão.


É o mar onde barquinhos balançam como se acalentassem um amor.


São as pedras fincadas no chão das praias como esperanças que se cravam na alma.


É o recomeçar que nos desperta todos os dias.


É o azul daqui que se derrama sobre nós, nos dando abrigo.


É o famoso e colorido lusco-fusco.


É o diáfano e a virilidade de rios, lagoas e dunas.

É a maciez dos ventos, a presença do mar

e tudo mais que há, que me faz feliz aqui.

@zekrodrigues

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

DICIONÁRIO DE MITOLOGIA GREGA | Ícaro


Caio como chuva:
De cara no chão!

Escorro como sangue de vítima
Como lágrima... lama

Caio da última esperança
infrene como um suicida.

Caio demais: Dos sonhos; Dos amores; Da vida.

Caio como Ícaro
E sua cera derretida.

 

terça-feira, 19 de agosto de 2008

COTIDIANO

Todos os dias eu acordo como deve acordar quem morreu: Vendo anjos, ouvindo músicas... Mas abatido, assustado, confuso! Acordo suspenso, muito próximo do céu, como se morasse no último andar de um prédio no Everest. Mas o céu e o inferno são vizinhos, então acordo também, muito perto do inferno. Todos os dias eu luto contra a realidade! Todos os dias eu fujo! Todos os dias enfrento o sol... Todos os dias me queimo! O Diabo constrói paredes, mas Deus acenta janelas, por onde fujo para o mar... Todos os dias o dia cai pesado demais sobre mim.
__________________________
http://www.ezequielrodrigues.com/

sexta-feira, 15 de agosto de 2008

BIA


 Havia terra molhada de chuva, nuvens escuras e mais acima estrelas estáticas. Havia um vento que se balançava nos galhos das árvores. Haviam gatos que se lambiam, pássaros recolhidos para dormir, cães sem dono a vagar, frutas que amadureciam, formigas que reconstruíam. Havia um céu adormecido. Havia um vazio descabido. Havia o amanhã por chegar, um sol por nascer, mas não havia você... agora há!




*

quinta-feira, 14 de agosto de 2008

Universo Masculino | Meninos


Fui apenas um menino
um menino crescido, esmilinguido
um menino adulto sentado no chão
um menino com calos na alma e nas mãos.

Fui apenas um menino perdido em desvarios
olhando o céu a sonhar
sentado no chão do mar
a ver navios...


*

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Universo Masculino | Aquário


minha alma é um aquário:
pequenino mundo transparente
com luz artificial que se manipula;
frágil, fácil de quebrar...

pequeno mundo pingente, em silêncio
com reminescências do mar.


 @zekrodrigues