quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Dicionário das Coisas do Céu | ALMAS


Sou assim:
Como língua que se prestam a beijos e calúnias. 
Sou como a lua que se divide em quartos. 
Como um grito que guarda o desabafo e a denúncia. 
Como um útero que carrega em si o incógnito e o futuro
Dúbio, como mãos que se prestam às carícias e ao pugilato. 
Controverso, como córneas que se dedicam à cegueira e à visão.

Bom dia. Ezequiel Rodrigues. Cotidiano da Alma. Natal. RN. Saudade. Tempo. Fotografia. Poesia.

Sou labirinto e o próprio  Minotauro.


Existem em mim espíritos diversos: 
O que cria e o que destrói; 
O que venera e o que detesta; 
O que maquina e o que executa.

Bom dia. Ezequiel Rodrigues. Cotidiano da Alma. Natal. RN. Saudade. Tempo. Fotografia. Poesia. Almas.

Muitas almas me residem: a que ama e a que tolera; 
a que despe e a que ruboriza; 
a que aplaude e a que cospe; 
a que se guarda e a que se revela.

Bom dia. Ezequiel Rodrigues. Cotidiano da Alma. Natal. RN. Saudade. Tempo. Fotografia. Poesia. Almas.

Existe em mim algo de cobra
e um tanto de beija-flor.


Existem em mim mapas e descaminhos. 
Todas as coisas que temo e adoro, 
São a matéria de minha alma!

@zekrodrigues

Postagens populares

Visualizações de páginas da semana passada

Arquivo do blog

Instagram

Instagram

Seguidores