sexta-feira, 15 de agosto de 2008

BIA


 Havia terra molhada de chuva, nuvens escuras e mais acima estrelas estáticas. Havia um vento que se balançava nos galhos das árvores. Haviam gatos que se lambiam, pássaros recolhidos para dormir, cães sem dono a vagar, frutas que amadureciam, formigas que reconstruíam. Havia um céu adormecido. Havia um vazio descabido. Havia o amanhã por chegar, um sol por nascer, mas não havia você... agora há!




*