segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Dicionário das Coisas do Céu | Janelas


Todos os dias eu acordo
E durmo sobre um mar

Acordo como deve acordar quem morreu:
Vendo anjos,
Ouvindo músicas...
Mas abatido, assustado, confuso!


Acordo suspenso
Muito próximo do céu
Como se morasse no último andar de um arranha-céu na Bolívia

Mas o céu e o inferno são vizinhos
Então acordo também, muito perto do inferno...


Todos os dias eu luto contra uma realidade!
Todos os dias eu fujo!

Todos os dias enfrento o sol ...
Todos os dias me queimo!

Todos os dias quando a noite cai
Eu caiu sobre ela...


O diabo constrói as paredes
Mas Deus constrói as janelas
Por onde fujo para o mar...

@zekrodrigues

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Dicionário das Coisas do Céu | SONHO


SONHO s. m.,
conjunto de ideias e imagens mais ou menos confusas e disparatadas, que se apresentam ao espírito durante o sono; utopia; ficção; fantasia; visão; aspiração.
___________
TODOS OS DIAS QUANDO A MANHÃ NASCE
ALGUMA COISA MORRE EM MIM
TODOS OS DIAS QUANDO ACORDO
ALGUMA COISA ADORMECE EM MIM

TODOS OS DIAS OS DIAS SÃO ASSIM

TODAS AS NOITES QUANDO ADORMEÇO
ALGUMA COISA CHEGA AO FIM

TODAS AS NOITES AS NOITES SÃO ASSIM

ESTOU CHEIO DE ME SENTIR INVADIDO
POR PEQUENOS VAZIOS...

SEM SONHOS A VIDA NÃO VALE A PENA!
___________________

domingo, 14 de dezembro de 2008

Dicionário das Coisas do Céu | CREPÚSCULO

Crepúsculo: s. m., claridade frouxa que se nota antes do romper ou depois do pôr do Sol;

fig., decadência; ocaso; declínio.
___________________

AO FIM DE CADA TARDE
O SOL POUSA APAGANDO
SILENCIA O LUME
CALA O ARDOR
RECOLHE A FLAMA
E DESCANSA NO HORIZONTE: SUA CAMA!
______________________________
http://www.ezequielrodrigues.com/ contato@ezequielrodrigues.com


*

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Dicionário das Coisas do Céu | Lusco-fusco

lusco-fusco: s. m., o anoitecer; a hora do crepúsculo vespertino; dilúculo;
_
AO FIM DE CADA DIA
O SOL BATE ASAS FELIZ
CRUZA A LINHA DO HORIZONTE
MERGULHA ATRÁS DOS MONTES
MERGULHA NO MAR
(SEM MEDO DE SE APAGAR)
PARA ACORDAR OUTRO PAIS.
___

*

domingo, 7 de dezembro de 2008

Dicionário das Coisas do Amor | Desassossego

desassossego s. m., falta de sossego; inquietação; alvoroço; perturbação; receio; preocupação.
_________

UMA SOLIDÃO ME ACOMPANHA
E ISSO ME CONFUNDE
POIS NÃO SEI SE SOU SÓ OU ACOMPANHADO.

UM DESAMPARO MEU PROTEGE
E ISSO ME ATORDOA
POIS NÃO SEI SE ESTOU DESAMPARO OU PROTEGIDO.

UMA TORMENTA ME EMBALA
E NÃO SEI SE DURMO
OU SE VIGIO.

UMA DOR ME DÓI
E OUTRA ME CONSOLA.

UMA COR ME PINTAE OUTRA ME DESCOLORE.

UM GRITO ME SAI
E OUTRO ME ENGOLE.

UMA LÁGRIMA ME ALIVIA
OUTRA ME AFOGA.

*

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Dicionário das Coisas do Amor | Mágoa

mágoa do Lat. maculas. f., nódoa produzida por contusão; marca;
fig., desgosto; pesar; tristeza; amargura.
________

O meu corpo carrega nas mãos o dom de construir!

tristezas & alegrias - passageiras - expoe no rosto

memórias - eternas - aprisiona na ilha distante do coração

...as mágoas... (estes gumes abstratos)
prefere salvá-las nos retratos
aprisionadas em caixas de sapato

para o tempo as descolorir...


Todos os direitos reservados

*

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Dicionário das Coisas do Mar | Farol

FAROL s. m.,
construção junto do mar, geralmente em forma de torre, em cuja parte superior há um foco luminoso para indicar aos navegantes a entrada do porto ou a existência de recifes na costa, etc.
Náut., candeeiro, lampião na popa da embarcação ou na gávea do mastaréu da gata;
lâmpada potente de automóvel e de outros veículos;
por ext. coisa que alumia; guia; rumo;
_________
não vejo ninguém...
nem a mim mesmo...
mas me conheço tão bem quanto Deus
os meus reconditos conheço todos
conheço cada curva e esquina do labirinto que sou
eu conheço cada metro quadrado do chão dessa ilha que sou
e nessa ilha que sou
brilhava nos meus olhos um farol
mas apagou...
desta forma não vejo a mim mesmo
e não vejo ninguém....

http://www.ezequielrodrigues.com/ contato@ezequielrodrigues.com
*