terça-feira, 14 de outubro de 2008

O POVO


Ando nú de medos
mas todo dia penso em segredo:
"o que será de mim...?"

Ando de alma exposta
olhando-me se vê:
ando desarmado e sem respostas


Ando no mundo
disperso... escondido
levando diversos sentidos
todos perdidos, eu deles e eles de mim

www.ezequielrodrigues.com

Postagens populares

Visualizações de páginas da semana passada

Arquivo do blog

Instagram

Instagram

Seguidores