quarta-feira, 8 de outubro de 2008

...NAUFRÁGIO

Eu vivo a vida buscando a vida...

as vezes a encontro e seguimos juntos
as vezes tropeço nela

eu ando pelo mundo buscando viver
eu ando mudo pelo mundo... poraí
eu ando pelo mundo sem ver o mundo que trago em mim

eu ando assim... ser ter... sem ser... sem nada

meu mundo é um raciocínio estreito
por onde corre
a correnteza que trago no peito
e nela vai um barquinho... navegando... boiado...

eu ando pela vida ida e volta

uma hora uma amarra se solta
uma onda me bate
e não há geito: ... é naufragar...!


*