terça-feira, 14 de setembro de 2010

Dicionário das coisas do amor | SAUDADE & PROTEÇÃO

Hoje, as asas do anjo são meu teto
E da casa antiga, nosso velho lar, sobraram apenas impressões digitais nas coisas, saudades e lembranças que carrego comigo escondidas nas penas das asas do meu anjo

Na sombra das asas do meu anjo eu venço o sol
E também posso voar

Levanto vôo e vou pra algum lugar seguro

E enquanto ele fala músicas comigo
O branco das penas inibe qualquer escuro...
As asas do meu anjo não são asas de Ícaro
Asas de Ícaro eu tinha contigo
Mas enfim, tudo derreteu no sol da ilusão
*

Postagens populares

Visualizações de páginas da semana passada

Arquivo do blog

Instagram

Instagram

Seguidores