sábado, 25 de setembro de 2010

Dicionário das coisas do amor | ESPERANÇA


Houve um tempo em que a vida foi escura como o mundo dos cegos.

Há dias em que a vida escurece como se o vento da desilusão soprasse a vela do mundo.

Há dias em que os sons do mundo se perdem, silenciam como no mundo dos surdos...


Mas há dias em que nasce o sol.



*

Postagens populares

Visualizações de páginas da semana passada

Arquivo do blog

Instagram

Instagram

Seguidores