quarta-feira, 28 de julho de 2010

Pequenas confissões para grandes arrependimentos


 TRAGO um amargo, um travo, um trago de gosto ruim
trago um ácido, um azedo, um medo de viver
trago um frio, um rio seco, um beco na penumbra da alma
trago calma para suportar o que trago de ruim.

@zekrodrigues