sexta-feira, 10 de abril de 2009

Alma


Eu, que não sinto dores no corpo, sinto-as todas na alma
a mim não doi pernas, pescoço, tronco... mas a alma... pobre alma... como doi
trago-a prisioneira dentro de mim, com a dor do cárcere
trago-a solitária, dividida, espremida, constrangida, arrastada, algemada, ferida, sufocada, invisível, indivisível de mim.